Banco Central libera hoje novo site para consultas do dinheiro esquecido nos bancos

Hoje, 14 de fevereiro, começa a nova leva de consultas do dinheiro esquecido nos bancos. Segundo a autoridade monetária do país, a estimativa do montante esquecido nos bancos pode chegar a R$ 8 bilhões.

Esses valores esquecidos podem ser consultados através de uma ferramenta disponibilizada pelo Governo Federal. Iremos dar o passo a passo de como fazer a consulta, mas antes, porque essa quantia exorbitante está “esquecida” nas instituições bancárias?

Quem tem direito ao dinheiro esquecido?

Os casos mais recorrentes de valores esquecidos nos bancos, tanto pessoas jurídicas e físicas podem ser:

  • Conta poupança ou corrente encerradas com saldo; 
  • Cotas de capital a devolver; 
  • Débitos cobrados de maneira indevida; 
  • Recursos esquecidos após encerramento de consórcios; 
  • Devolução de tarifas cobradas indevidamente;

Se você se encaixa em um desses casos ou até mesmo não se lembra se pode ter algum valor a receber, pode consultar a partir de hoje no site feito exclusivamente para as consultas, o site é valoresareceber.bcb.gov.br, para acessar você precisa ter um login no Gov.Br, que é uma plataforma do Governo Federal que unifica é um só lugar vários serviços ligados ao cidadão e a atuação em várias áreas do governo. Caso você não tenha uma conta no Gov.Br, basta acessar https://www.gov.br/pt-br e realizar seu cadastro, o app do portal também está disponível para Androids e IOS.

Após acessar o site e utilizar seu login do Gov.Br, você deverá inserir o CPF ou CNPJ correspondente para a consulta do saldo esquecido. Em caso positivo, o próprio site irá fazer o direcionamento para o pedido de restituição do valor. Os valores começarão a ser devolvidos a partir do dia 07 de março e será feito através da plataforma PIX em duas etapas, caso você não tenha nenhuma chave cadastrada, não se preocupe, tem outras opções para a restituição dentro do site, basta escolher. O Banco Central estima que R$ 4 bilhões serão restituídos para 28 milhões de brasileiros nessa primeira fase.

como esta 768x384 - Banco Central libera hoje novo site para consultas do dinheiro esquecido nos bancos

Não demore para consultar se você tem direito

No primeiro site liberado pelo Banco Central, foi pedido R$ 900 mil, mas devido ao volume de consultas, o site saiu do ar, por isso, a nova plataforma foi disponibilizada.

O BC ainda dá dicas para que você que vai fazer a consulta, não caia em golpes, hoje muito comuns na internet, as chamadas fake news. O único site para consultas é o https://valoresareceber.bcb.gov.br/. Não é enviado nenhum tipo de link por e-mail, SMS, WhatsApp ou Telegram e o BC não está autorizado a entrar em contato com nenhum cidadão para tratar sobre os valores a receber e muito menos para confirmar dados pessoais. Nenhuma outra instituição ou pessoa está autorizado a entrar em contato com os cidadãos em nome do Banco Central e não faça nenhum pagamento para ter acesso aos valores a receber, certamente isso é um golpe.

Desse modo, não deixe de consultar se você tem algum valor a receber e uma dica importante, afinal de contas um texto sem pelo menos uma dica não é um texto da Allman, sempre que for fazer qualquer contrato com alguma instituição bancária ou até mesmo na abertura de contas, confira as taxas e tarifas cobradas e se os valores estão sendo cobrados devidamente, qualquer centavo indevido, em um montante pode ser um grande desfalque no seu caixa é isso impacta diretamente no financeiro, em tempos que estamos vivendo, qualquer valor importa no planejamento do fluxo de caixa, invista tempo na conciliação bancária. E claro, ao encerrar uma conta, se certifique que não existe nenhum valor, para que ele não fique esquecido e você tenha que esperar uma outra oportunidade como essa para ter seu dinheiro de volta.

Nosso nosso canal do Youtube, nossos shorts mostram o dia a dia da nossa empresa na ajuda aos empreendedores. Se inscreva no nosso canal

Continue lutando para empreender e conte conosco!

Texto por: Décio Pessoa 

 

× Gostou dos Nossos Materiais? Como posso te ajudar?