Cultura Organizacional: Sua empresa é o que você gostaria que fosse?

O dia a dia da empresa mostra realmente como é o ambiente interno e como é a cultura da empresa. Mas como isso é mostrado? Pelos detalhes nos relacionamentos, cobranças internas e a características do local e das pessoas.

Esse tema é importante para os negócios, mas nunca é levado a sério, seja por startups que querem mostrar que são inovadoras e colocam até puffs para as pessoas usarem ou em empresas familiares que odeiam que os funcionários recebam ligações ou visitas durante o horário do expediente.

Mas o que é cultura organizacional?

São premissas compartilhadas no ambiente que são vividas no ambiente todos os dias, tanto na adaptação das pessoas novas que estão chegando quanto na integração interna já existente na empresa. Muito da cultura é intangível, mas é sim possível medir e ponderar a cultura da organização.

O aprendizado conjunto é um fator importante na cultura organizacional, pois nela estão os valores da empresa, a história e tudo que agrega ao grupo de colaboradores, que sempre é adicionado com as bagagens de novas pessoas quando essas entram na empresa. Esse aprendizado sempre está mudando de acordo com os aspectos culturais e de relacionamentos vividos no dia a dia.

A cultura da empresa serve para manter a união da equipe e deixar o time mais fortalecido, buscando superar todos os desafios vividos no cotidiano da empresa.

Existem vários aspectos que implicam diretamente na cultura da empresa.

Artefatos

Os artefatos são os aspectos visíveis que impactam na rotina, como modo de se vestir da empresa, tecnologia utilizada, moveis e ambientes de trabalho, cerimonias dentro da empresa (comemorações, fechamentos de vendas etc.), hábito e outros pontos.

Nesse ponto que muitas Startups querem chamar atenção usando ambientes coloridos, com moveis e ambientes diferentes dentro das suas empresas, sem código de vestimenta e outros pontos.

Muitos desses artefatos são usados como atrativos no momento da contratação.

Crenças e Valores:

O que é certo e errado, como deve funcionar e não funcionar, os objetivos, as estratégias e a razão de existir da empresa. Antigamente denominávamos como Missão, Visão e Valores, mas hoje trabalhamos mais como o real Propósito da empresa.

Pressupostos

Os pressupostos são invisíveis, mas são sentidos e vividos. Os pressupostos são inconscientes e informais, sendo muito praticados como hábitos e costumes internos da empresa.

como esta 2 768x384 - Cultura Organizacional: Sua empresa é o que você gostaria que fosse?

Tipos de Cultura organizacional

Basicamente possui 4 tipos de cultura organizacional, e cada uma trabalha um aspecto diferente, direcionando a empresas no dia a dia de acordo com o foco.

A cultura de poder é focada no “Manda quem pode, obedece quem tem juízo”, geralmente focada em um líder patriarcal na empresa que toma para si toda a responsabilidade da empresa, e uma dependência das outras pessoas ao seu redor.

Nesse ambiente se observa os gestores cansados reclamando que as empresas dependem muito deles, mas não abrem mão desse poder. Empresas familiares geralmente usam a cultura de poder na sua cultura organizacional, mesmo sem saber o que é isso.

Geralmente ocorre muitos conflitos internos e as empresas não são abertas para inovação e mudanças.

A cultura de papeis está focada na performance de cada colaborador. Nessa cultura cada colaborador tem os processos bem estruturados e definidos, o que pode ser muito vantajoso, até o ponto de se precisar inovar, que não é o foco, pois não pode sair do script definido pelos gestores.

Os colaboradores não têm a liberdade de opinar nos processos ou mudar, pois é uma cultura extremamente engessada e inflexível. Muitas pessoas não conseguem trabalhar em ambientes assim pois não tem liberdade para diálogo e opiniões.

A cultura de tarefas foca em atividades especificas voltadas para resolver problemas, e muitas vezes se contrata pessoas com perfis específicos de cada tarefa para poder executar. Nessa cultura a flexibilidade e mudanças são o mantra da empresa. Empresas criativas utilizam muito essa cultura pois em todo momento pode alterar as regras e práticas de acordo com cada demanda e cliente no momento. O foco final é o resultado ser alcançado.

A cultura de pessoas foca na valorização do indivíduo, onde o funcionário é o centro. As pessoas que são responsáveis pela cultura da empresa, e o RH é o principal setor da empresa, pois necessita sempre reter bons funcionários e formar novos líderes; geralmente é o modelo usado nas startups.

Não existe modelo certo ou errado, mas sim, o modelo mais adequado para a cultura da sua empresa e principalmente, o que o empreendedor fica mais confortável na gestão da sua empresa.

Nosso nosso canal do Youtube, nossos shorts mostram o dia a dia da nossa empresa na ajuda aos empreendedores. Se inscreva no nosso canal

Continue lutando para empreender e conte conosco!

Texto por: Décio Pessoa 

 

× Gostou dos Nossos Materiais? Como posso te ajudar?