Por que empresas fecham as portas?

Vamos direto às estatísticas: Uma pesquisa realizada pelo IBGE mostrou que cerca que 60% das empresas fecham com menos de 5 anos de existência. Sabe-se também que 80% das microempresas desaparecem antes mesmo de 12 meses.

Os números assustam, mas esta é a realidade de muita gente que decide investir em um negócio próprio. E daí vem o questionamento: se nós, brasileiros, somos chamados de empreendedores – pelo fato de sabermos transformar oportunidade em negócio, porque a maioria dos empreendimentos não se consolidam no mercado?

A resposta é bem ampla. Uma pesquisa realizada pelo instituto CB Insights, –  empresa focada em inteligência de mercado, mostrou os motivos que faz um empreendimento fracassar ainda nos primeiros anos. Listamos os principais erros para que você fique atento na hora de abrir uma empresa.

Não atende à demanda de mercado

No topo da lista, somando 42% dos casos, o principal erro das empresas é tentar investir em um produto ou serviço que o mercado não tem interesse. É o mesmo que tentar criar solução para um problema que ainda nem existe. O seu modelo de negócio precisa atender a uma demanda real do mercado. Boas ideias nem sempre suprem uma necessidade que atinja um público considerável. Por isso é importante realizar a pesquisa de mercado. Isso faz parte do planejamento de abertura.

Falta de recurso financeiro

Segundo a pesquisa, 29% das empresas que estão no início da jornada acabam fechando por falta de dinheiro. Abrir uma empresa gera custos que muitas vezes passam despercebidos na hora de planejar o negócio. Já pensou se o empreendimento decola e começa a crescer rapidamente? A gestão tem que estar preparada para não “deixar a peteca cair”. É preciso um bom gerenciamento de custos para não ter o dissabor de ver fracassar o negócio que estava no caminho certo.

Falha na contratação da equipe

Uma hora ou outra, a gestão vai sentir a necessidade de contratar ou de aumentar a equipe. Até aí tudo certo. O erro é não saber quais profissionais escolher para atender à demanda do seu negócio. Estruturar o time de colaboradores nem sempre é uma tarefa fácil. Além das habilidades e competências é preciso diversificar o quadro de funcionários para que a sua empresa ofereça um serviço completo. Na dúvida, chame uma empresa de recrutamento e seleção para dar aquela força.

Ignorar a concorrência

A competitividade faz parte do mercado. Por isso, não ignore a concorrência! Fique de olho nas empresas do mesmo seguimento. Quando você analisa o produto ou serviço do seu concorrente, automaticamente você avalia o seu empreendimento. É assim que você percebe o quê e/ou como precisa melhorar para garantir a satisfação do cliente e a lucratividade do seu negócio.

Precificação

Não estou querendo dizer que você deve vender abaixo da média do mercado, mas planejar o quanto o seu produto / serviço vai custar para o seu cliente é essencial para o sucesso do seu negócio. Você deve levar em conta a qualidade do seu produto e os custos com a produção ou compra, porém, antes de colocar o seu preço avalie quem é o seu público. Se pergunte:  para quem eu vendo?

Funcionalidade do produto / serviço

Pare e pense: Seu produto ou serviço atrai o cliente? O cliente tem uma experiência positiva ao usar? Digamos que você desenvolva um aplicativo de mobilidade urbana. O serviço é funcional ou o cliente fica confuso ao usar um mecanismo que na verdade deveria solucionar um problema? Avalie, e, se necessário mude a estratégia do negócio.

Modelo de negócio

Muitas empresas erram por não estabelecer um modelo, um esboço para o negócio. Seguimento, atividade principal, fonte de receita, custos, parceiros, logística… são pontos chave para estruturar o empreendimento.

Marketing ineficiente

A pesquisa do instituto CB Insights mostrou que 14% das empresas fecham por falha na comercialização. Seu negócio precisa ser mostrado ao cliente. Invista na divulgação do seu produto. Aproveite a conectividade da internet e planeje estratégias de marketing, principalmente nas plataformas digitais.

Ignorar o feedback do cliente

O retorno do usuário sobre o seu produto ou serviço é de extrema importância para a sobrevivência do seu negócio. Na verdade, é o feedback do cliente que direciona se você está no caminho certo. Além de ouvi-lo, busque soluções para a satisfação do consumidor. Caso contrário, ele fará negócio com outra empresa que se preocupe de fato com as suas necessidades.

Falta de Paixão

Você é apaixonado pelo que faz? Acredita no seu trabalho? Ter uma ideia genial, um bom investimento financeiro, uma equipe competente é importante, mas ter vocação para o negócio faz toda a diferença. Isso porque antes mesmo de encantar o cliente, você precisa olhar com bons olhos para o que vai oferecer para o seu usuário. Além disso, quando for empreender, não se esqueça que é preciso identificação, habilidade e domínio sobre a área pretendida.

Quer tirar a sua ideia do papel?

Então comece a planejar o seu negócio e compartilhe a sua ideia conosco.

Siga a nossa fanpage no Facebook e o nosso perfil no Instagram: @allmanconsultoria.

Bons negócios e até o próximo artigo!


Deixe um comentário

× Gostou dos Nossos Materiais? Como posso te ajudar?